Arquivo da tag: Crônicas do cotidiano

Respeitando a necessidade alheia

Tio, em geral, só serve para duas coisas: encher o saco dos pais com as pirraças dos filhos; e representar mais uma boca nas festinhas de aniversário. Somente quando a criança começa a adquirir alguma autonomia é que os tios … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Curiosidade infantil

Criança é uma graça. Quando não estão aprontando, estão pensando em alguma forma de aprontar. Mesmo quando nenhuma traquinagem lhes atravessa o intelecto, por vezes a própria curiosidade faz despertar o sorriso alheio.  Era o que acontecia com Raul. Sempre … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Condenada pela colocação pronominal

É fato: criança nenhuma gosta de Português. Ao lado da Matemática e das Ciências, a língua-mãe constitui a trindade amaldiçoada dos miúdos em idade escolar. A ojeriza só vai passar – se passar – no final da adolescência, quando a … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Ensinando a criança a falar

Criança é uma graça. Desde bebê até chegar à adolescência, criança na casa é garantia de diversão na praça. Em um crescendo de fofura, ao primeiro sorriso segue-se o primeiro abraço, que é seguido pelo primeiro beijo, que é seguido … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

O Rei e a Mãe

A história é antiga, mas vale sempre a pena recordá-la. Pelé foi sem dúvida nenhuma o maior jogador de futebol de todos os tempos. Nem Maradona, nem Messi, nem muito menos Cristiano Ronaldo sequer chegaram aos seus pés em termos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Ensinando solidariedade

Brasileiro rico, em geral, tem horror a pobre. Acha que nasceu numa casta privilegiada destinada a salvar o mundo (entendendo-se por “mundo” o espaço que vai do portão da casa até a piscina) e que pobre, na maioria das vezes, … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Chantageando o presidente

Já faz muito tempo, mas sempre é bom recordar. Vivia-se o auge da Guerra Fria. Estados Unidos, de um lado, e União Soviética, do outro, disputavam a hegemonia do globo. Embora o argumento usado fosse o mesmo – o arsenal … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Esperteza, quando é muita, come o dono

A lenda é antiga, mas é sempre bom recordá-la. Dois alunos do curso de Engenharia receberam um convite daqueles irrecusáveis. Um grupo de amigos alugara uma casa numa badalada praia daquele Estado. Praia, bebidas e mulheres, tudo no preço. Um … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | 2 Comentários

Golpe na liderança – Parte II

Continuação do post da semana passada Depois de ouvir isso de Ana Clarissa, a mãe subiu nas tamancas: “O seu pai internado em um país estranho e você vem me encher o saco com liderança de sala?!? Tenha paciência, minha … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Golpe na liderança – Parte I

Ana Clarissa era uma menina espoletada. Desde pequena, transformou-se em líder natural de seu grupo. Parte porque seu charme exercia uma atração irresistível sobre os liderados, como um pólo elétrico atraindo seu oposto. Parte porque, à falta de quem se … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do cotidiano | Marcado com , , , | 1 Comentário