Crudtch

Finalizando esta semana de revisita das seções mais abandonadas deste espaço, vou compartilhar convosco um tesouro, uma das mais deliciosas receitas suíças já inventadas em todos os tempos, que permanece como segredo familiar há pelo menos oito décadas: o inigualável e delicioso Crudtch.

Crudtch

Como toda receita familiar, essa deve ter origem nas formas de aproveitar as sobras de comida que estavam na cozinha, evitando desperdícios no orçamento doméstico. E, como toda receita suíça, essa não escaparia à combinação inescapável de pão com queijo.

Do ponto de vista da essência, o Crudtch não é lá muito diferente da bruschetta italiana. Toma-se uma quantidade de pão seco, coloca-se um recheio por cima e lança-se ao forno preaquecido. Por isso, apesar do nome indicar as raízes da parte da Confederação Helvética que fala uma coisa muito parecida com o alemão, é bem provável que ela tenha se desenvolvido na parte italiana da Suíça.

O grande toque a diferenciar o Crudtch da bruschetta é a sua vocação para a singularidade. Enquanto na receita italiana busca-se a harmonia entre os recheios, na helvética a intenção é justamente o oposto: marcar as diferenças, permitindo ao degustador saborear cada um de seus ingredientes como se fosse único.

Para prepará-la você vai precisar de:

1 – 10 fatias de pão de forma (pode usar outro, se quiser, embora eu não recomenda o italiano ou o ciabatta, pois ficam ainda mais duros depois de ir ao forno);

2 – 1/2 kg de queijo, cortado em cubos (eu prefiro o emmental, mas a receita pode ser feita utilizando-se o bom e velho queijo prato, mesmo);

3 – 4 dentes de alho;

4 – 2 ovos;

5 – 100ml de azeite de oliva.

Pronto. Pegue todos os ingredientes e coloque em um liquidificador. Bata por uns 3 minutos até formar uma massa homogênea. O ideal é que ela se pareça mais ou menos com uma massa de bolo. Se ficar muito espessa, você terá dificuldades de manuseá-la. Se ficar muito fina, ela não vai parar em cima do pão e irá escorrer para os lados. Por isso, recomendo ser parcimonioso no azeite. Vá colocando aos poucos na mistura até obter a consistência desejada.

Depois de produzida a mistura, pegue uma travessa e vá colocando os pães de forma lado a lado. Despeje apenas a quantidade necessária para cobrir a superfície do pão. Se precisar, espalhe um pouco com uma colher por cima. Leve ao forno preaquecido por uns 15 minutos, tempo suficiente para que a massa doure e adquira uma consistência firme por cima do pão, que deve ficar crocante, mas sem queimar.

Uma outra forma de cozinhar o Crudtch é utilizar pão carioquinha ou sovado. Corta-se o pão ao meio e retira-se o seu miolo, de maneira a que forme um espaço no qual a massa se coloca como uma “sopa”. Eu pessoalmente não curto muito essa modalidade, pois a parte mais interna da mistura não cozinha direito e o sabor do alho fica ainda mais acentuado. No entanto, para quem curte um negócio mais “pesado”, essa é a melhor alternativa.

Seja como for, o Crudtch te permite a um só tempo aproveitar aquele restinho de comida que ia pro lixo e preparar uma receita sofisticada para seus convivas.

Boa refeição a todos.

Esse post foi publicado em Culinária e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Crudtch

  1. Maria Sônia disse:

    Não resisti ao convite e vi conferir de perto a deliciosa receita de Crudtch que está maravilhosa! Com certeza conferirei-a no próximo dia frio e depois te conto o resultado, beleza? Abraços Maria Sônia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.