Sugestão de música: Black Sabbath

Muita gente se matou, saiu de casa, passou horas na fila, gastou uma baba só pra ir a São Paulo assistir a Ozzy Osbourne cantando ao vivo.

Vale a pena?

Pela história, provavelmente sim. Pela música, certamente.

Ozzy Osbourne foi o líder de uma das bandas de rock mais populares de todos os tempos: Black Sabbath.

O Black Sabbath foi talvez a primeira grande banda de rock a tocar Heavy Metal a fazer sucesso. E fazer sucesso naquela época não era pouca coisa. Concorrer com Beatles e Rolling Stones ao mesmo tempo diz tudo. Isso para não falar na posterior explosão do rock progressivo, com Pink Floyd, Jethro Tull e cia.

O Black Sabbath queria fazer diferente. Seu grande trunfo era o vocalista: Ozzy Osbourne.

Pense numa figura exótica. Pensou? Acrescente-lhe extravagância. Acrescentou? Agora multiplique por 10. Eis o que era Ozzy Osbourne.

Protótipo do sujeito caricato, Ozzy nunca foi um cara convencional. Corria a lenda de que, entre compor músicas e cantá-las, Ozzy dedicava-se a rituais de satanismo.

Se isso era verdade ou não, eu não sei. O fato é que contribuiu – e muito – pro “marketing” da banda. Todo mundo ficava curioso pra saber quem era aquela figura tosca, que tinha uma voz meio estridente e portava-se de forma estranha.

Pra aumentar ainda mais os rumores sobre os hábitos estranhos de Ozzy, reza a lenda que, durante uma gravação, deram-lhe uma pomba branca, que deveria ser atirada ao ar ao final do show, como um gesto de paz para a multidão. Dopado até a alma, Ozzy teria mordido a cabeça da pomba até arrancá-la.

Por conta do “telefone-sem-fio”, o “pombicídio” chegou às ruas como “morcegocídio”. Acho que foi porque o morcego combinava mais com os rituas ocultistas de Ozzy Osbourne.

Enfim, o fato é que os marqueteiros da banda, sabendo da repercussão do caso, tiveram a idéia de, a cada show, promover um novo “morcegocídio” em palco. Obviamente, faziam um negócio fake: pegavam uns bonecos de morcego de plástico, enchiam de catchup e jogavam ao palco. Ozzy, selvagem, mordia-os na frente de todos, para delírio do público.

Mas não contavam com a “astúcia” de um fã da banda.

Sabendo da armação, um sujeito resolveu levar um morcego de verdade, morto, para o show. No meio da apresentação, rebolou o cadáver ao palco. Achando que era mais uma de suas iguarias de plástico, Ozzy não teve dúvidas: meteu os dentes na cabeça do dito cujo. Resultado? Staff em pânico, injeções anti-rábicas direto na veia e alguns choques anafláticos a posteriori.

Por conta disso – e também por causa do álcool e das drogas – Ozzy ficou com seqüelas pro resto da vida. No caso dele, acho que ninguem notou muito a diferença.

Há alguns anos, Ozzy e sua família foram convidados pela MTV pra estrelar um Reality Show. The Osbournes retratava a vida doméstica da família Osbourne. Por incrível que pareça, o sucesso foi grande, e o reality passou quase 5 anos no ar.

Comendo morcegos de verdade ou de plástico, o Black Sabbath entrou pra história. Os sucessos da banda são muitos. Mas o maior deles, sem dúvida, é Paranoid. Na letra, Ozzy implorava:

Think that I´ll lose my mind

(Acho que vou enlouquecer)

If I don´t find something to pacify

(Se eu não achar algo pra pacificar [a minha mente])

Can you help me?

(Você pode me ajudar?)

Occupy my brain!

(Ocupe o meu cérebro)

Mas nem só de Heavy Metal viveu o Black Sabbath. Seguindo a linha de que “toda banda de rock tem que ter uma música romântica”, o Black Sabbath compôs uma das mais bonitas. Changes é uma das músicas mais belas e tristes de todos os tempos. Conta história de um sujeito que, desavertidamente, perde sua mulher. O lamento está em cada estrofe:

Now all my days are filled with tears

(Agora todos os meus dias são recheados de lágrimas)

Wish I could go back and change these years

(Queria voltar no tempo e mudar esses anos)

Pra quem não gosta de batida pesada, é um excelente convite para quebrar o preconceito e ouvir um pouco mais dessa banda cheia de talento e confusão.

Abaixo, a letra pra quem quiser curti-la:

Changes

I feel unhappy
I feel so sad
I’ve lost the best friend
That I ever had

She was my woman
I loved her so
But it’s too late now
I’ve let her go

I’m going through changes

We shared the years
We shared each day
In love together
We found a way

But soon the world
Had its evil way
My heart was blinded
Love went astray

I’m going through changes

It took so long
To realize
And I can still hear
Her last goodbyes

Now all my days
Are filled with tears
Wish I could go back
And change these years

I’m going through changes

Anúncios
Esse post foi publicado em Música. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Sugestão de música: Black Sabbath

  1. Martin Bormann disse:

    Você não poderia ter esquecido de “Iron man”, outro clássico que tem um dos riffs mais conhecidos na história do rock.

  2. Leticia shiino disse:

    I just want you e goodbye to romance é bem melodica,mais sem deixar de ser o bom e velho ROCK do nosso bom e velho OZZY
    Alguem me segue no twitter @lee_osbourne

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.