Três anos Dando a cara a tapa

Anniversary

É isso aí, minha gente.

Como amanhã é sábado e, em respeito ao shabat, não há atualizações neste espaço, resolvi antecipar para hoje a comemoração dos três anos deste pequeno e modesto espaço na net.

Parece que foi outro dia, mas em 18 de janeiro de 2011 inaugurava-se o Dando a cara a tapa. Como o próprio nome sugere, o Blog nasceu com fundamentalmente dois objetivos: 1) expor à crítica o pensamento deste que vos escreve; 2) manifestar um tipo de opinião que normalmente não se encontra no mainstream midiático. Passados três anos, não há como negar que o saldo foi amplamente positivo.

Com mais de 3.000 posts distribuído em vinte categorias, o Blog conseguiu atrair a atenção de pouco mais de 84.000 pessoas até o momento. A taxa de aumento de acessos tem seguido o ritmo de 50% a.a. Sem ajuda de marketing pessoal ou spams em redes sociais, não deixa de admirar que mais e mais pessoas venham dar as caras por aqui.

Dos que chegaram aqui por uma razão ou por outra, 1.144 deles seguiram o conselho do autor e deram também a cara a tapa, expondo seus comentários aqui neste espaço. Neste quesito, houve uma  pequena alteração, pois o Comandante Moura Grande ultrapassou minha querida amiga K. no primeiro lugar. As demais posições continuam as mesmas, com Rômulo em terceiro, Antônio Villar em quarto e minha amada Ana O. em quinto.

A despeito da vocação confessa do autor para um ambiente no qual reine a privacidade, a própria existência do Blog implica algum nível de exposição pessoal. Afinal, como lembrou Bentinho em Dom Casmurro, Montaigne disse de si mesmo que ce ne sont pas mes gestes que j’ecris; c’est moi, c’est mon essence. Por isso mesmo, não há como negar que, lendo o que escrevo, os que visitam o Blog acabam entendendo quem sou.

Pode ser que exista algum fundo de autoanálise na arte de se dedicar a escrever um Blog sem receber qualquer contraprestação pecuniária por isso. De certa forma, não são somente os leitores que conseguem descobrir algo sobre este que vos escreve, mas eu mesmo, relendo o que já escrevi, acabo descobrindo muito de mim mesmo.

Se foi alguma força interior que me levou a criar este espaço, confesso que não sei. Mas o fato é que a motivação para levá-lo adiante continua tão resoluta quanto dantes. Não só por conta de algo que sussurra no meu ouvido e me incita à pena (ou ao teclado), mas também porque existe alguém do outro lado da tela disposto a perder um pouco do seu tempo lendo o que escrevo.

Por isso mesmo, meu muito obrigado a todos. Foi pra vós que este espaço foi criado.

O Autor

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Três anos Dando a cara a tapa

  1. K disse:

    Querido Arthur, para mim é sempre um ótimo investimento de tempo passar por aqui e ler seus excelentes textos! E esses mesmos excelentes textos são certamente a razão para o crescimento merecido dos acessos ao blog! Congratulations and keep walking, dear friend! Bjos

    • arthurmaximus disse:

      O tempo passa e não consegue abater sua generosidade e gentileza, minha amiga. Você é uma das poucas pessoas que acompanhou o processo de construção deste Blog desde o começo. Por isso mesmo, pode dizer com orgulho que parte do que hoje está aqui também é seu. Beijos.

Deixe uma resposta para arthurmaximus Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.