O fim do Programa do Jô

O anúncio foi feito desde o começo do ano. Como numa contagem regressiva, o público foi sendo apresentado a um fim lento e gradual do primeiro grande talk show da televisão brasileira. Decerto, a esperança era a de que o fim prenunciado diminuísse a dor da partida, fazendo com que a audiência se acostumasse aos poucos com a idéia de não ir mais dormir com o “beijo do Gordo”.

Jô Soares cansou-se de repetir que essa seria apenas o fim do Programa do Jô na Globo. Com isso, passava duas mensagens: primeiro, que jamais concordou com a decisão da emissora de encerrar a atração; segundo, que deixava as portas abertas à concorrência para continuar com seu programa de entrevistas em outro canal. Embora não se saiba exatamente o que o futuro reserva para Jô Soares, é difícil acreditar que seu talk show continue em algum outro lugar, mesmo na TV fechada. Desde a última sexta-feira, com a entrevista de Ziraldo, pode-se dizer que se encerra uma das fases mais gloriosas do entretenimento nacional.

Quando saiu brigado com Boni da Globo no final dos anos 80, Jô levou para Sílvio Santos a idéia de inaugurar no Brasil um programa de entrevistas nos moldes daqueles produzidos na televisão norte-americana (Johnny Carson, David Letterman, Jay Leno, entre outros). O modelo era rigorosamente o mesmo: um grande humorista no papel de apresentador, uma bandinha para tocar música e servir como escada para piadas de palco e um bate-papo informal, descontraído, recheado de piadas e humor.

À diferença dos concorrentes que vieram depois, como Danilo Gentilli e Fábio Porchat, e mesmo dos seus precursores ianques, Jô Soares tinha um diferencial que quase nenhum deles ostentava ou vai ostentar algum dia: ele era um homem de TV, de teatro e de entretenimento. Mais que isso. Poucos como ele gozaram da intimidade de artistas consagrados e participaram tão ativamente do movimento cultural brasileiro desde os anos 60. Tendo passado por quase todas as emissoras e teatros do Brasil, Jô conhecia e tornou-se amigo de praticamente todo mundo do meio artístico. Seja como roteirista, produtor, apresentador ou “só” humorista, Jô convive com a nata da intelectualidade brasileira há mais de cinquenta anos. Assim, quando o sujeito ia no Programa do Jô, ele não ia ser entrevistado por um grande apresentador. Ele ia bater um papo com um amigo de longa data. Nenhum outro apresentador no Brasil, quiçá no mundo, ostentava essa prerrogativa no currículo.

Assim, fica fácil entender por que Jô Soares fez sucesso como entrevistador durante quase 30 anos. Não foi somente por ser fluente em inglês, francês, italiano e espanhol. Tampouco foi por ser um grande humorista. Muito menos por seu indiscutível talento para entrevistar. Quando Jô estava diante das câmeras, era a história sendo contada por um agente dela, não por um despachante autorizado.

Ninguém é insubstituível, muito menos em televisão. Jô tinha plena consciência disso, assim como a Rede Globo, que já escalou o dublê de apresentador e filósofo Pedro Bial para ocupar o espaço deixado na grade pelo Programa do Jô. Pode-se encontrar alguém tão fluente em línguas quanto ele. Pode-se buscar um grande humorista para substituí-lo. Pode até encontrar quem seja melhor entrevistador do que ele. Mas jamais se encontrará alguém que reúna, a um só tempo, todas essas qualidades, contando ainda com o diferencial de ter feito parte da construção da história da televisão, do entretenimento e da cultura nacionais.

O Programa do Jô acabou. Jô Soares, ao contrário, continua vivinho da Silva. Que alguma outra emissora tenha a sapiência que sempre falta de vez em quando à Globo, para não deixar que seu talento se perca no esquecimento, justo agora quando se aproxima o outono de sua vida.

Anúncios
Esse post foi publicado em Variedades e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s