Pudim de leite condensado

Faz tempo que não posto alguma coisa de culinária aqui no blog. A culpada mais provável dessa ausência é a dieta.

Mas, para manter a seção viva, hoje vou mandar mais uma. E, em homenagem ao meu dileto LZ, hoje vai ser uma receita doce. Bem DOCE. Vou ensinar como se faz um pudim de leite condensado.

De início, um alívio e um aviso: o segredo do pudim de leite não está nos ingredientes. Quer dizer, os ingredientes devem ser bons, é claro. Mas não há muitas peripécias culinárias a produzir. O grande segredo está em como fazer o pudim.

Para isso, você vai precisar de:

1 – 1 Xícara de açúcar;

2 – 1 Lata de leite condensado;

3 – 400 ml de leite;

4 – 3 ovos;

5 – 100ml de água quente.

Pra começar, faça logo a calda. Derrame o açúcar direto numa panela – isto mesmo, sem nada, só o açúcar mesmo – e fique mexendo até derreter e ficar dourado. Quando estiver uniformemente dourado, derrame a água quente e continue mexendo até formar uma calda. Uma vez pronto, despeje o conteúdo no fundo da forma destinada a receber o pudim.

Calda do pudim

Para fazer o pudim em si, aí é que é fácil, mesmo. Basta colocar os ovos, o leite e o leite condensado juntos num liquidificador. Quando estiver bem batido, derrame a mistura na forma, de modo a ficar por cima da calda.

Aí, vem o grande pulo do gato. Pré-aqueça o forno por uns 10 minutos a 180 graus. Antes de colocar a forma do pudim no forno, pegue um recipiente maior e encha-o de água. Posteriormente, coloque a forma dentro. Só depois disso coloque o conjunto no forno. Terás, então, o nosso famoso banho maria.

“Por que isso?”

Se você não fizer desse jeito, o pudim arrisca-se ou a ficar muito mole ou, pior, a misturar a calda com o pudim propriamente dito, fazendo com que o conjunto inteiro fique com uma aparência estranha e absurdamente doce.

Uma vez colocado o dito cujo no forno, deixe-o lá por volta de uma hora e meia. Para saber se está ficando bom, pegue uma faca e espete-o. Se ela sair limpa, é sinal de que está pronto. Depois, reserve do lado de fora até ficar morno, quase frio. Hora, então, de colocar o pudim na geladeira. Deixe-o dormir ou, no mínimo, passar uma tarde gelando. Depois disso, é só virar a forma num prato e voilà: um belíssimo pudim de leite condensado.

Pudim de leite condensado

Pode não ser lá a sobremesa mais chique do mundo. Mas esteja certo de que dificilmente haverá alguém a recusá-la. É o caso clássico de tiro certo: não tem erro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Culinária e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Pudim de leite condensado

  1. Kellyne disse:

    Leite condensado! Aliviando os momentos de tensão com poesia em forma de comida desde 1828… Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.