As estatísticas do Dando a cara a tapa

Continuando os festejos de um ano de blog, hoje vou compartilhar algumas das estatísticas do site, que podem animar – ou não – outros a seguirem o mesmo caminho.

Até agora, pouco mais de 1.150 posts foram publicados. Na média, aproximadamente 95 posts por mês. Quanto a isso, devo declarar meus agradecimentos à Wikipedia, que sempre me socorre quando a memória falha ou quando algum detalhe técnico escapa aos conhecimentos deste que vos escreve.

De visitas, o blog registra 19.783 acessos, vindos de quase todos os continentes. No seu dia com mais acessos, foram contabilizados 230 em 16.11.11. O mês de novembro também registrou o recorde de acessos mensais do blog, totalizando 2.364.

Considerando-se que nem no sábado (em respeito ao shabat) nem no domingo (dia do Senhor) são publicados quaisquer posts, as estatísticas ficam um tanto distorcidas. Não os contabilizar significaria aumentar de maneira transversa a média diária de acessos. E contabilizando-os, a média injustamente cai. Uma maneira que reputo mais adequada seria somar ambos como se fossem um dia só. Isso resultaria numa média de quase 65 acessos por dia. Para quem não pratica spam na web e cujos acessos dependem unicamente do boca-a-boca de quem já passou por aqui – convenhamos – não é pouca coisa.

Por obrigação, devo estender meus agradecimentos ao Google e aos demais buscadores da web. Sem eles, é possível que boa parte dos atuais freqüentadores do blog jamais tivesse descoberto a sua existência. Os 5 temas mais buscados, pela ordem, são:

1 – Energia nuclear;

2 – Pensamento do dia;

3 – País Basco;

4 – O homem que calculava;

5 – Default americano.

Ao lado deles, figuram esporadicamente buscas engraçadas, como “você está ficando crocante”, “como assustar seu namorado” e , é claro, o insuperável “fumei maconha ontem posso viajar de carro para amsterdam?”

Quanto aos comentários, 530 bons samaritanos resolveram deixar sua contribuição neste espaço. Os comentaristas mais freqüentes são, pela ordem:

1 – Minha amiga Kellyne, com 91 comentários;

2 – Meu caro Rômulo Jr., com 51;

3 – Antônio Vilar, a quem não conheço senão por aqui, com 41;

4 – Meu grande Comandante Moura Grande, com 38;

5 – E, é claro, minha amada Ana O., com 23.

Por sua vez, os posts que mais despertaram a curiosidade do público, em termos de comentários, foram:

1 – O bullying e a formação dos jovens;

2 – A imprensa sujando a ficha do Supremo;

3 – A Lei de Gérson e o inesquecível Canhotinha de Ouro;

4 – Crônica de uma briga anunciada;

5 – A lição de pintura de Rembrandt;

A diversidade deixa o autor com uma ponta de satisfação, já que a pluraridade temática sempre foi uma intenção confessa deste espaço.

Eis, portanto, um pequeno retrato deste outro lado da tela. Espero que quem acompanha o blog anime-se a montar o seu. Com a experiência de quem manteve este funcionando por já um ano, recomendo: vale a pena.

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.