Recordar é viver: “The Dark Side of Oz”

A música sempre foi uma presença constante aqui no Blog. No entanto, os posts relacionados à categoria são menos constantes do que sua importância sugere.

Para reparar um pouco a falta, vamos ao primeiro post dessa seção, daquela que é a banda número 1 do Autor.

Bom final de semana a todos.

The Dark Side of Oz

Publicado originalmente em 19.1.11

Não é segredo pra ninguém que eu sou fã do Pink Floyd.

Ser fã do Pink Floyd significa discutir eternamente com os fanáticos por Beatles e Rolling Stones. O pior é que normalmente os integrantes do Fla x Flu musical não aceitam intrusos na guerra de titãs: ou você é mais fã do Beatles, ou é mais fã dos Rolling Stones. Cultuar qualquer outra banda é sinônimo de heresia.

Quem foi melhor?

Não há resposta. Pra mim, são as três maiores bandas de rock da história. É impossível compará-las.

Apesar de todas serem usualmente consideradas como bandas de Rock, os estilos são inteiramente diferentes. Beatles e Rolling Stones foram sem dúvida revoluções na história da indústria fonográfica. Mas me arrisco a dizer que, em termos estritamente musicais, nenhuma banda foi mais revolucionária do que o Pink Floyd.

A começar pelo estilo de rock: progressivo, com composições longas, letras profundas, suítes orquestrais em que elementos sonoros não produzidos por instrumentos (como os relógios da música Time) misturam-se à música e a utilização intensiva de uma parafernália eletrônica que hoje é comum, mas que estava apenas engatinhando na época. Por isso, não surpreende que, das três grandes,  apenas o Pink Floyd tenha sido regravado pela Royal Philharmonic Orchestra.

Apesar de achar que Wish you were here é a música do século, o melhor álbum, no conjunto, é, sem dúvida, o Dark Side of the Moon. Sim, aquele mesmo que tem um prisma na capa.

Dark Side of the Moon é o terceiro álbum mais vendido da história. É recordista da Billboard entre os mais vendidos: passou 14 anos na lista (741 semanas). Possui algumas das melhores músicas do grupo (Time, Money, Brain Damage, Us and them e The great gig in the sky – esta última uma verdadeira ária de ópera em forma de rock). E um sem-número de lendas ao seu redor.

A mais conhecida delas é a de que o disco é “inspirado” no Mágico de Oz: se você sincronizar o vídeo e a música a partir do terceiro rugido do leão da Metro, verá que o álbum “segue” o enredo do filme. Por exemplo:

  • Quando Dorothy está na fazenda e ela olha para o alto, no audio surge barulho de avião.
  • O som da caixa registradora no princípio de “Money” (dinheiro) aparece exatamente quando Dorothy pisa pela primeira vez a estrada dos tijolos amarelos; que é também o momento em que o filme passa de preto e branco para cores. Outra referência é a aparição da fada dourada;
  • No momento em que a bruxa do Oeste aparece, é tocada a palavra “black” (preto);
  • A cena em que Dorothy encontra o espantalho (personagem que alegava não ter cérebro) é acompanhada pela música “Brain Damage” (dano cerebral), e quando a letra da música começa a tocar: “the lunatic is in my head…” (o lunático está na minha cabeça), o espantalho inicia a dançar freneticamente como um lunático;
  • O bater de coração no fim do álbum ocorre quando Dorothy tenta ouvir o coração do homem de lata;
  • No momento em que a bruxa do oeste lança uma bola de fogo contra Dorothy e seus companheiros, a música grita “run!” (corra);
  • No momento que Dorothy encontra Oz, entra a música “Us and Them”, soando Us como Oz bem quando aparece a 1a imagem de Oz;
  • Várias frases das letras contidas nas músicas coincidem com os mesmos atos sendo executados pelos atores no mesmo momento;
  • A duração da maioria das músicas coincide precisamente com a duração das cenas no filme. (by Wikipedia)

O fato é que, se Pink Floyd significa pra você somente Another Brick in the Wall-part II, há muito mais a descobrir.

Abaixo vai o link, para quem quiser tirar a prova dos nove em relação ao álbum e o Mágico de Oz:

Esse post foi publicado em Recordar é viver e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.