Conheça a ActionAid, ou Faça uma boa ação

Quem acompanha o Blog há algum tempo já deve ter percebido que o espaço não é dedicado a fazer marketing de Seu Ninguém. A própria ausência de publicidade nesta página é prova disso. Hoje, no entanto, vou fugir à regra para compartilhar convosco uma das melhores formas de praticar boa ação nos tempos de hoje: a ActionAid.

ActionAid

Como você já deve ter percebido, a ActionAid é uma organização não-governamental. Autointitulada como “movimento global de pessoas que trabalham juntas para promover os direitos humanos e vencer a pobreza”, a ActionAid se estende pode 45 países, tendo atendido a mais de 20 milhões de pessoas.

O grande traço diferencial da ActionAid para as outras ONGs, pelo menos na visão deste que vos escreve, é o fim da “impessoalidade” das instituições. Ou, por outra vertente, é o estabelecimento de uma relação de proximidade entre doador e recebedor. Ao contrário das outras organizações, que só fazem pedir o seu dinheiro e depois você até esquece para quem doou, a ActionAid faz questão de “pessoalizar” a doação.

Como funciona?

O esquema é simples: você escolhe uma determinada quantia a doar. Depois, escolhe a forma de pagamento. Por fim, há a opção de escolher o país para o qual você deseja mandar a doação. Eu, por exemplo, escolhi a sugestão de “onde for mais urgente”.

Feito isto, você receberá na sua casa um kit informando a quem será direcionada a doação. Geralmente, é uma criança, a qual você chamará carinhosamente de “afilhado(a)”. São enviadas fotos e informações sobre a criança e o local onde ela se encontra. A criança escreve para você e você, em retorno, pode escrever de volta.

Como em todo processo dessa natureza, há evidentemente restrições. Você não pode enviar fotos para a criança. Não pode fazer referências religiosas nas cartas. Não pode enviar presentes. Não pode nem mesmo visitá-la. E a razão disso é muito simples: segurança. Fotos podem induzir à prática ou aliciamento de pedófilos. Menções religiosas podem ofender a criança ou a tribo na qual ela se encontre. Presentes podem gerar dissenso entre as outras crianças. E a as visitas poderiam fazer com que os pais o chantageassem para extorquir de você mais dinheiro.

Obviamente, toda vez que um sujeito resolve entrar numa dessas, corre um certo frio na espinha. Afinal, sempre há a possibilidade de que a ONG seja apenas um ajuntamento de malacas, que se reúnem somente para viver à custa da solidariedade alheia. No caso da ActionAid, com a minha própria experiência e a de pessoas próximas, posso dizer que esse risco é mínimo.

Muita gente se comove com a miséria no mundo e tenta de alguma forma ajudar. Muitos, no entanto, deixam de contribuir porque não sabem como fazê-lo. O que a ActionAid permite, portanto, é que você ajude a diminuir um pouco a desigualdade no mundo sem sair de casa. Convenhamos, não é pouca coisa.

Quem quiser embarcar nessa, basta fazer o cadastro no site. Se você quiser começar a mudar o mundo, comece mudando a si mesmo. Clique aqui e faça uma criança feliz.

#FicaaDica

Esse post foi publicado em Variedades e marcado , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Conheça a ActionAid, ou Faça uma boa ação

  1. carla disse:

    Muito bom texto, eu ajudo os medicos sem fronteiras, a unicef e agora passei a ajudar a actionaid, que na minha opinião é a melhor pois vai direto no foco do problema, ela não dá o peixe, e sim ensina a pescar, dá possibilidades pras famílias se sustentares, se alimentarem, ensinam o empreendedorismo.

    • arthurmaximus disse:

      Obrigado, Carla. Fiquei muito feliz em saber que você resolveu colaborar também com o ActionAid. Ainda que ninguém mais se disponha a fazer isso, só o fato de você ter aderido já justificou o post. Um abraço.

  2. Maria Flávia disse:

    Eu também acabei de apadrinhar uma criança na ActionAid. Mas com relação a enviar presentes e acabar visitando a criança apadrinhada. em cada blog, jornal, diz uma coisa. Estou na dúvida portanto se consigo ter um vinculo real com a criança apadrinhada.

  3. ELAINE ANTUNES ELEUTERIO MUNHOZ disse:

    Bom Jesus e Arezzo não são publicidade? Que piada!

  4. Celso Heladio Ortiz disse:

    Minha preocupação maior numa doação é ter a certeza de 2 coisas:
    Que o valor doado tenha gestao confiável e que chegue no destino;
    Que o doador possa acompanhar e receber uma prestação de contas continua

    • arthurmaximus disse:

      É uma preocupação pertinente e válida, Celso. No entanto, embora não bote a minha mão no fogo de forma definitiva, nunca vi nenhuma denúncia de malversação de dinheiro por parte da ActionAid. Acho que esse é um dado relevante na tomada de uma eventual decisão de contribuir para a entidade. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.