Oscar 2014

No ano passado, este que vos escreve resolveu entrar no ramo da chutometria avançada em matéria artística. No caso, isso significava entrar no bolão do Oscar.

Na ocasião, das 12 categorias chutadas, acertei 9. Síndrome de Nostradamus? Longe disso. Basta observar o que aconteceu na distribuição dos prêmios anteriores, que precedem o Oscar, como o Globo de Ouro e o Screen Actors Guild Awards. Como o público eleitor é fundamentalmente o mesmo, dá pra ter uma boa idéia do que esperar na festa de domingo de Carnaval.

Nesse ano, ao contrário de outros, dois problemas se somam para tornar o exercício de futurologia mais arriscado. Primeiro, assisti somente a um ou dois dos filmes principais que vão concorrer ao prêmio máximo da Academia de Holywood. Segundo, não há um grande favorito ao prêmio de Melhor Filme, o que, por tabela, torna incerta qualquer previsão para as categorias principais. Nessas condições, os prêmios tendem a ser pulverizados entre várias produções.

Mesmo assim, como a audácia despretensiosa sempre foi o sentimento predominante neste espaço, eis que vos apresento as minhas previsões para o Oscar 2014. Na quarta-feira de cinzas, saberemos se meu pé estava suficientemente calibrado para o chute ou não:

1 – Melhor ator: Embora eu votasse de olhos fechados no Leonardo Di Caprio, acho que ele vai ser novamente “caronado” em favor de Matthew McConaughey. Seguindo a lógica de que todo o ator que interpreta um aidético e tem de passar por uma perda considerável de peso leva a estatueta, Matthew McConaughey deve levar o prêmio por sua atuação em Clube de Compras Dallas. Com isso, a Academia perda mais uma vez a chance de premiar Di Caprio, um dos melhores – senão o melhor – ator de sua geração.

2 – Melhor atriz: Essa é barbada. Cate Blanchett deve levar o prêmio por sua interpretação em Blue Jasmine. Vai servir também de prêmio de consolação para Woody Allen, que não deve levar mais nenhuma outra estatueta por seu filme.

3 – Melhor ator coadjuvante: Mais um para a conta de Clube de Compras Dallas. Jared Leto deve levar o Oscar.

4 – Melhor atriz coadjuvante: Em tese seria uma parada dura, mas como Jennifer Lawrence levou ano passado o Oscar de Melhor Atriz, chuto que Lupita Nyong’O deve levar pra casa a estatueta por seu papel em 12 anos de escravidão.

5 – Melhor filme de animação: Frozen deve marcar o retorno da Disney à ribalta nessa categoria.

6 – Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhores Efeitos Especiais e Melhor Edição de Som: Na categoria “prêmios técnicos”, acredito que não vai ter pra ninguém. Gravidade deve levar todos. Não só porque é um filme fantasticamente bem produzido, mas porque o lobby de George Clooney é muito influente na Academia.

7 – Melhor Direção: Por falar em lobby de George Clooney, ele deve garantir também a estatueta de melhor diretor para Alfonso Cuarón. Nesse caso, mais do que merecida, porque fazer o que ele fez em Gravidade, convenhamos, é para poucos.

8 – Melhor Roteiro Original: A tricky one. Em condições normais, acho que Woody Allen levaria por Blue Jasmine. Mas como ele já tem trocentas estatuetas desse tipo, acho que está fora do páreo. Os irmãos Coen também concorrem nessa categoria, mas acho que a Academia já se deu por satisfeita ao premiá-los em Fargo e Onde os fracos não têm vez. Diante disso, acho que o Oscar vai cair para David Russel, por Trapaça, que não deve ganhar muito mais coisa além disso.

9 – Melhor Roteiro Adaptado: Acredito que o páreo esteja entre Antes da Meia Noite e 12 anos de escravidão. Embora o primeiro carregue consigo a aura da trilogia protagonizada por Ethan Hawke e Julie Delpy, acho que o segundo vai levar. Além de 12 anos de escravidão ser mais filme, Antes da Meia Noite não chega aos pés do primeiro filme da série, Antes do Amanhecer.

10 – Melhor figurino: Um prêmio de consolação para o Great Gatsby, um filme cuja produção visual é um dos poucos atrativos, mas que não faz jus à obra de Scott Fitzgerald.

11 – Melhor canção: Happy, de Meu Malvado Favorito 2, confirmando a tradicional força dos desenhos animados nessa categoria.

12 – Melhor filme: Aí vai o maior chute de todos. Considerando o restante da premiação, o lógico seria que Gravidade levasse. É a maior produção, tem o maior lobby e provavelmente carregará pra casa a maior quantidade de estatuetas. Mesmo assim, colocarei minhas fichas em 12 anos de escravidão. Acredito que a Academia vai fazer da premiação do filme um mote para vender um discurso politicamente correto de igualdade racial, quando a história da premiação do Oscar demonstra exatamente o contrário.

Seja como for, a sorte está lançada. De minha parte, assistirei à premiação despreocupado com o resultado. Pra mim, o que vale é a pipoca e a companhia que estará ao meu lado.

Bom Carnaval a todos. 😉

Esse post foi publicado em Artes e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.