O globo de Shakespeare

Já que outro dia falei aqui de Hamlet, nada melhor do que vos apresentar o local onde a maioria das peças de Shakespeare era encenada: Shakespeare´s Globe, ou o Globo de Shakespeare.

O Globo, como é vulgarmente conhecido, fica em Londres, ao lado do Tate Modern Museum. Pode-se chegar a ele por metrô, descendo-se em Mansion House ou em Saint Paul´s e atravessando o Tâmisa pela Millenium Brigde, uma ponte pietonal construída para a virada do milênio.

O original, obviamente, não existe mais. No lugar, há uma reconstrução do antigo teatro de Shakespeare, que ficava ali nas proximidades. Era lá que as linhas de Shakespeare ganhavam vida e encantavam as multidões.

Na reconstrução, seguiu-se mais ou menos o que os relatos históricos indicavam. Como o prédio original, construído em 1599, fora demolido em 1644, e não havia, digamos, plantas baixas a permitir a reconstrução exata do prédio, o jeito foi buscar nos textos históricos e nos relatos da época inspiração para tentar ser o mais fiel possível original.

O prédio assemelha-se a um octógono. Há três andares cobertos, com bancos de madeira onde as pessoas podem sentar. No meio não há telhado, apenas um vão de onde se pode observar o céu. No centro, o palco; acanhado, é verdade, mas o bastante para as peças que lá têm lugar. No chão, há um pátio, onde parte da platéia (a que paga menos, é claro) pode assistir às peças em pé. No total, cabem ali umas 3000 pessoas.

É fato: os bancos de madeira e o fato de ser um teatro aberto tem lá seus inconvenientes. O espaço é curto, mesmo nos “melhores” lugares. Pessoas maiores terão dificuldades para encaixar as pernas. Quanto ao banco, é possível alugar por £1 um assento acolchoado. Considerando que você passará 2h30m a 3h sentado, vale a pena considerar seriamente a opção. Pras épocas mais frias, recomendo vivamente levarem um casaco extra, pois, ao lado do rio, o vento que entra pelo telhado parece mais frio do que o de outras partes da cidade.

Pra quem quiser assistir a uma peça de modo semelhante ao que se passava há 400 anos, pode olhar no site do www.shakespearesglobe.com/ a programação das peças. É possível também comprar os ingressos com o cartão de crédito. Os ingressos chegarão religiosamente em ponto na sua residência duas semanas depois. Convém comprar com antecedência de uns três meses, no entanto, pois os melhores lugares se esgotam rápido.

O melhor lugar pra se ficar é no andar do meio, de frente para o palco. O de baixo fica com a vista um pouco prejudicada por conta da multidão que fica no pátio. Já no de cima, além do inconveniente de você ter de ficar olhando pra baixo, o espaço para as pernas é um pouco menor. Quem tiver idade e coragem suficiente, pode comprar o ingresso mais barato pra ficar no pátio. Mas lembre-se: são de 2h30m a 3h em pé. É preciso fé, pois.

Se não estiver disposto a passar tanto tempo lá dentro, é possível também fazer somente o tour para conhecer o Globo e sua história. Mas, se puder, não deixe de assistir a uma peça. O Globo tem uma companhia de teatro própria. E ela constitui uma atração à parte. Principalmente nas comédias, os atores interagem muito com a platéia. Além da viagem no tempo, você ainda desopila e se diverte vendo o teatro sair do trivial.

Abaixo, um pequeno vídeo feito por um turista durante o tour do teatro, pra quem quiser ter uma idéia melhor de como o teatro é por dentro:

Esse post foi publicado em Arquitetura, Dicas de viagem. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.